2021 e as expectativas do setor de flores

Ano novo chegou e as esperanças relacionadas a economia no país foram novamente reforçadas, e tudo isso tendo em vista o ano de 2020, que foi um período bastante difícil para todos devido a pandemia de covid-19 que ainda vivenciamos.

O fato é que um dos setores que tiveram perdas expressivas em 2020 foi o de flores. Com a retração econômica que ocorreu e o menor poder aquisitivo das pessoas, as floriculturas tiveram que se adaptarem e se reinventarem para continuarem sobrevivendo.

Uma das floriculturas que souberam de maneira criativa se reinventarem foi a Coroas de Flores SP. Especializada em coroa de flores, a floricultura que é do empresário paulistano William Hashimoto apostou fortemente no e-commerce para continuar vendendo. “Começamos a anunciar mais em buscadores e graças a Deus tivemos vendas mesmo sabendo que a coisa estava complicada para todos”, relata William.

Responsável por 200 mil empregos em toda a sua cadeia produtiva, de acordo com dados do Ibraflor, este setor movimentou R$ 8,7 bilhões em 2019, com um consumo per capita de R$ 42,00.

Uma vez que começamos a vacinar a população as esperanças foram renovadas e o que se vislumbra no setor de flores são dias melhores. “Agora quero investir ainda mais em meu e-commerce e em anúncios, já no início de 2021”, enfatiza William da Coroas de Flores SP.

É claro que ainda é cedo para cravar que tudo irá melhorar, poré, já é um alento sabermos da vacina. Juntamente com isso espera-se que as reformas pleiteadas no congresso avancem e tornem a vida de empresários mais simples e com menos burocracias, itens que poderiam sim turbinar não só o setor de flores, mas como todos os ramos de atuação privada do Brasil.

https://www.coroasdefloressp.com.br

17 de fevereiro de 2021