Como manter as mãos hidratadas mesmo com o uso excessivo de sabão e álcool gel

A Dra. Hellisse Bastos, dermatologista e especialista em estética, revela como manter a saúde das suas mãos mesmo com o uso constante de álcool gel para evitar o covid-19.

Em tempo de covid-19 a orientação é lavar frequentemente as mãos para evitar o contágio com o novo coronavírus. No entanto, com a necessidade constante de lavar as mãos e fazer uso do álcool gel, algumas pessoas desenvolvem um ressecamento exacerbado das mãos, assim como outros problemas de pele, como efeito colateral de adotar as medidas de higiene reforçadas.

Dra. Hellisse Bastos conta que tipo de problemas podem aparecer devido ao uso excessivo do sabão e do álcool gel: “Além do ressecamento, pode aparecer a dermatite de contato, que são lesões que coçam intensamente e até mesmo vesículas e bolinhas de água. E quando a dermatite fica mais crônica, além da pele ficar mais grossa pode desenvolver fissuras no local.”

Tratamentos possíveis

A dermatologista afirma que é importante saber que há tratamento em todos os casos de ressecamento ou alergias devido ao uso mais frequente de higienizadores. No entanto, somente um médico dermatologista pode prescrevê-lo: “as prescrições podem variar desde o uso produtos tópicos, medicamentos por via oral e até mesmo, em casos mais graves, corticóides injetáveis para diminuir a inflamação. Também podem ser prescritos imunomoduladores para este mesmo fim.”

Mãos hidratadas e prevenção da covid-19

Hidratantes e emolientes também podem ser usados tanto no tratamento como na prevenção: “para restaurar a barreira da pele e manter a mesma íntegra. Hidratar as mãos com emolientes e produtos próprios é importante, mas não substitui a necessidade de procurar o médico dermatologista caso haja o aparecimento de alergias e ressecamentos.”

22 de Maio de 2020