Empresa carioca mostra que é possível aliar preço justo à qualidade em suplementos alimentares

Whey Protein

O Brasil é um dos maiores mercados de suplementos do mundo, atrás apenas para Estados Unidos e Austrália. Com mais de 33 mil academias, sendo o segundo maior país com academias de ginástica do mundo, apenas atrás dos Estados Unidos. Apesar disso, de alcançar números tão expressivos no ranking mundial, nem todos os que praticam musculação no país usam suplementos alimentares, devido aos altos custos associados.

De acordo com um estudo, em sua maioria o público que consome suplementos alimentares no Brasil é masculino, com idade entre 15 e 20 anos e da classe C, o que explicaria porque  enquanto de 50 a 55% dos americanos consomem suplementos, no Brasil esse número varia de 3 a 7%. Se o poder de compra fosse maior e os preços mais baixos, certamente o percentual seria semelhante ao encontrado em países como Estados Unidos e Austrália.

Daniel Cohen, CEO do Mundo Maromba e da DCX Nutrition

Para atender a esta fatia do mercado que tem demanda por suplementos alimentares para turbinar os seus resultados na academia, mas carece de recursos para custear os preços elevados dos produtos importados, o empreendedor Daniel Cohen, CEO da Mundo Maromba Suplementos, resolveu investir em uma forma de oferecer produtos feitos no Brasil com matérias prima de alta qualidade mas com preços competitivos em alternativa aos produtos importados: “com o pensamento de trazer custo e benefício pro consumidor final, desenvolvemos a DCX Nutrition, que é uma marca própria de suplementos que busca oferecer ao público qualidade com preço justo, levando em conta a realidade e o poder de compra no Brasil”, afirma.

Como consequência dessa estratégia adotada, em que a diferença de preços entre o produto importado e o similar brasileiro varia de 30% a 70%, a DCX Nutrition viu seus números decolarem e hoje ja é uma das mais vendidas no Rio de Janeiro, cidade aonde a empresa tem sua sede. Com isso, Daniel revela planos de expansão e de lançamento de novos produtos : “após tamanha ascensão da marca, estamos indo muito além do tradicional whey protein, que é o mais consumido suplemento. Virão mais 8 novos itens para a marca como colágeno hidrolisado em pó, pré treino, bcaa em pó com 150g e 300g, cafeína, creatina 300gramas, glutamina 300g, e melhorias como whey hidrolisado, concentrado e isolado. Tudo com fabricação nacional, atendendo a todos os padrões da ANVISA e com preço justo”, revela Daniel Cohen.

19 de junho de 2019