Energia solar ganha impulso em Minas Gerais com redução de 15% na conta de luz

Consumidores conseguem baratear a conta de luz durante quarentena comprando energia solar

O gasto de energia elétrica durante a quarentena do novo coronavírus pode surpreender consumidores na hora de pagar a conta. Mas algumas medidas podem contribuir para a redução despesa, e uma delas é com a energia do sol a partir de uma fazenda solar, Minas Gerais está em uma região que é considerada uma das melhores áreas com altos índices de irradiação do Brasil.

Em poucas palavras, a fazenda solar oferece uma solução para praticamente qualquer pessoa usar a energia solar, sem a necessidade de instalar painéis solares em seu telhado ou em sua propriedade. Uma proposta de mudanças simples, mas que podem fazer a diferença no orçamento familiar em tempos de incertezas diante a pandemia.

Uma iniciativa inovadora na produção de energia solar promete economia de até 15% e acesso mais fácil e rápido por meio de um modelo mais sustentável de operação de residências atendidas pela CEMIG.

A maioria desses negócios está nascendo no embalo da popularização dessa fonte. E não é à toa. A energia solar é a que mais cresce na matriz mundial. A previsão para o país é de que até 2050, 18% dos domicílios brasileiros contarão com geração fotovoltaica, segundo projeções da Empresa de Pesquisa Energética (EPE).

De acordo com Dirceu Azevedo, sócio-diretor da Sunwise, a grande vantagem de aderir a um plano de assinatura da fazenda solar é não precisar investir na compra de um sistema solar fotovoltaico próprio. Nem se preocupar com as manutenções destes sistemas e equipamentos. “Produzimos energia em nossas fazendas solares e injetamos na rede da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), que reconhece que a energia e amortiza na fatura de luz do consumidor que tiver um plano com a Sunwise”, explica.

Ao realizar o cadastro e colocação dos dados pessoais, é cobrada uma mensalidade, que funciona como uma espécie de aluguel da fração da usina dimensionada com base no consumo do cliente com valor proporcional, aplicando a dedução na fatura de energia.

O cliente contrata uma franquia com base no histórico de consumo, além disso, o consumidor receberá mensalmente o acompanhamento de economia e da contribuição na redução de CO² no mundo. Vale destacar que, conforme prevê a regulação da Aneel, a adesão é permitida apenas para pessoa física.

Os interessados em aderir ao serviço podem acessar www.sunwise.com.br.

29 de maio de 2020