Especialista em Ortodontia/ Ortopedia Funcional dos Maxilares, Tratamento da Dor Orofacial e harmonização, Laura Moura se destaca ao trabalhar com odontologia integrativa

Para a profissional, é preciso avaliar o paciente de forma mais completa e personalizada, integrando esteticamente e funcionalmente os dentes, a gengiva, os lábios, as expressões faciais, as funções musculares faciais e as marcas de expressão

Defensora de uma odontologia cada vez mais integrativa, a especialista em Ortopedia Funcional dos Maxilares, Ortodontia e Tratamento da Dor Orofacial, Laura Moura Martins, é o hoje referência nacional quando se pensa em um novo conceito de tratamento que tem como meta integrar esteticamente e funcionalmente: os dentes, a gengiva, os lábios, as expressões faciais, as funções musculares faciais e as marcas de expressão.

Para ela, que tem 37 anos de experiência na área de odontologia, o desafio é atingir, além da saúde da boca e dos dentes, o equilíbrio e a simetria da face, resolver questões funcionais, como a dor e a disfunção mastigatória, amenizar o envelhecimento e oferecer qualidade de vida. “A odontologia moderna tem se preocupado, cada dia mais, com a saúde e bem-estar do paciente como um todo. Mais do que tratar problemas dentários isolados, estamos preocupados em reabilitar pessoas de maneira que sua face esteja em harmonia com seu corpo e mente. Afinal, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), saúde não se define apenas como a ausência de doenças, mas como um estado de completo bem-estar: físico, mental e social”, destacou a especialista

Laura Martins /Reprodução / MF Press Global

Laura ressalta a evolução da odontologia, que suas técnicas consagradas e de uso rotineiro, já trazia grande impacto para a composição e harmonia facial — o ponto alto da odontologia atual. Entre os exemplos de procedimentos estão o aumento e reanatomização de dentes, com lentes de contato, promovidos por técnicas restauradoras; a alteração de perfil facial por movimentações ortodôntica/ortopédicas funcionais ou por cirurgias bucomaxilofaciais, como as ortognáticas. “Entretanto, esse movimento acontecia quase que exclusivamente de dentro para fora. O intraoral modificando o extraoral. Hoje, o olhar da profissão foi ampliado, se integrando com outras áreas da saúde e estendendo a ação da odontologia. Assim, novos ângulos de observação estão disponíveis e são capazes de fornecer ainda mais ferramentas na valorização da estética facial”, pontuou

Outro ponto destaca pela profissional é a evolução constante não só no tratamento da cavidade bucal, mas do paciente como um todo. Segundo ela, anos atrás se focava muito na boca, mas hoje já se fala em modulação hormonal (estado hormonal, imunológico, neurológico, nutricional e metabólico) fundamentando melhor as respostas aos tratamentos. “A história médica pregressa do paciente é importante antes de qualquer intervenção. Não posso receber um paciente e tratar apenas como uma boca. Há um ser humano diante de mim, precisando de um tratamento feito com muita responsabilidade e precisão, exigindo um protocolo personalizado de atendimento” finalizou Laura. Para a especialista, essa individualização é um grande avanço, já que ela diferenciou muito a odontologia, tornando-a ainda mais integrativa.

Laura Martins /Reprodução / MF Press Global

Trajetória

Laura Martins se formou em Odontologia na Universidade de Uberaba (UNIUBE) e, com muita determinação, começou a trabalhar para ajudar a se manter fora de casa. “Na época, aos 19 anos, comecei a dar aulas de química orgânica, no período noturno de uma escola particular de ensino médio. Os alunos trabalhavam durante o dia e o meu desafio era mantê-los envolvidos com a aula. Foi uma experiência marcante”, relembra. 

Após sua formação, iniciou sua carreira como dentista e nunca mediu esforços para investir cada vez mais em sua formação. Hoje, aos 60 anos, 37 de carreira, segue à frente do Instituto de Odontologia, onde também trabalham os filhos Giovanna e Matheus. Ela também está envolvida com o ensino no Centro de Pós-graduação e Pesquisa em Odontologia no Instituto Laura Moura Martins — escola fundada por ela que se tornou referência no país na área de Odontologia.

17 de março de 2020