Fernando 3D dá dicas para quem deseja ser um profissional da computação gráfica e da animação

Fernando 3D – Foto: Reprodução

Sem perceber, vivemos imersos todos os dias no mundo da modelagem 3D. Seja em jogos, aplicativos e até mesmo no cinema, a computação gráfica e as artes digitais estão por toda a parte. Existe muito espaço (e cada vez mais) para novos talentos neste mercado e novas empresas surgem a cada ano devido ao aumento do número de produções. 

No entanto, muitos que querem ingressar neste mercado, seja aqueles que vêm de uma formação acadêmica na área, como os que ainda procuram capacitação profissional, podem ficar um pouco perdidos na hora de dar o primeiro passo para entrar neste mercado. 

Para orientar aqueles que desejam entrar neste mercado, O diretor de arte digital 3D, Fernando Rodrigues de Oliveira, conhecido como Fernando 3D, um dos mais proeminentes nomes da computação gráfica no Brasil traz algumas dicas preciosas. Confira

1- Muito amor envolvido

Fernando 3D afirma que o primeiro passo é amar todo o universo do 3D: “Para esse começo na carreira de animador ou modelador 3D, você precisa primeiramente amar muito esses assuntos, ler bastante e absorver a cultura da animação, assim como estudar sobre as técnicas e história da animação. Ler livros e mais livros, não é uma obrigação e sim um gosto. 

2- Tenha HQs como referência

O mestre do design digital também aponta as HQs, conhecidas como revistas em quadrinhos, como referência: “Acho que uma das coisas importantes nesse mundo de animação, computação gráfica e etc. São os HQs. Pois é uma educação/cultura que envolve enredo, roteiro, pensamentos, movimentos, ângulos de câmera e etc. Isso disperta a animação como um todo”.

3- Interesse total

“O interesse acaba crescendo e muitas coisas você pode se tornar um autodidata no que se refere ao 3D. A curiosidade de saber como é a produção, em saber como fazem as coisas acontece automaticamente”. 

4- Não despreze conhecimentos clássicos

“Além das ferramentas 3D, eu fiz cursos também de animação frame-by-frame ou animação clássica, usando papel e desenhando a lápis. Sou grato a esse curso porque graças a ele hoje sei trabalhar muito bem a animação, as intervalações, os key frames e etc”.

5- Assista making of dos filmes e séries animadas

Assistir Making Of vira algo corriqueiro. Lembro até hoje que no início dos anos 2000 aluguei uma fita VHS de Matrix O Making Of. E fiquei mais apaixonado ainda por essa área. Além do filme original, ainda houve a série Animatrix, com histórias derivadas de Matrix, que foi um grande sucesso, usando animação 2D e 3D e que até hoje considero referência. Ouvir as experiências dos atores sobre fazer o papel para aquele tal personagem também é de extrema importância. Sai um filme referencia em animação e efeitos especiais eu já assisto o filme, depois os making ofs e etc.

6- Faça Cursos

Cursos te introduzem mais ainda nesse mundo. A dedicação, esforço vem a longo prazo. A área do Design Digital não é diferente. Você se apaixona pela arte, diagramação e tipografias. O design na publicidade tem suas dificuldades e admirações. O segredo de tudo está mais na dedicação do que na genialidade.

1 de setembro de 2019