Hairstylist Cintia Fortes revela segredos do mega hair nos Estados Unidos e diferenças entre as técnicas americana e brasileira

Apesar dos cabelos curtos terem conquistando cada vez mais espaço nos últimos anos, boa parte das mulheres ainda preferem cabelos mais compridos para se sentirem bonitas e poderosas. A forma mais rápida de chegar ao resultado desejado, de cabelos longos e bonitos, são as extensões capilares, conhecidas como Mega Hair.

Cintia Fortes, conhecida por ser a responsável pelas extensões capilares de celebridade Juliana Paes e Aline Riscado, está nos Estados Unidos e pretende levar a sua técnica exclusiva para sua sonhada nova filial do Fortes Mega Hair Studio na terra do Tio Sam. Ela fala sobre as diferenças entre a técnica brasileira e gringa e revela alguns segredos profissionais. Confira:

Reprodução / MF Press Global

Método brasileiro x americano

 Aqui nos Estados Unidos eles trabalham muito com tapes que são fitas adesivas e usam um tipo de cola muito grossa. O Brasil é muito mais avançado na aplicação e manutenção do Mega Hair. Fora que a maioria das extensões capilares aqui são sintéticas, enquanto no Brasil preferimos cabelo natural.

Discrição e detalhes

A grande diferença entre o Mega Hair brasileiro e o norte-americano é que nós prezamos pela discrição e os pequenos detalhes. O mega hair americano não é aplicado de forma tão discreta, deixando aparecer as fitas. Os nossos não aparecem, porque são com cabelos desde cima, em especial com a técnica que uso, que é exclusiva.

Reprodução / MF Press Global

Praticidade

Eles se preocupam mais com o resultado final do que com o dia a dia e a funcionalidade da extensão capilar. Já as brasileiras valorizam muito poder prender o cabelo, a praticidade e ter um mega bem discreto, que pareça até natural.

Laces
A maioria das mulheres que querem ter cabelos mais longos usam laces aqui, que é um tipo de peruca. Elas usam muito. As laces geralmente são feitas com cabelos sintéticos. Então as que usam Mega Hair Meio que não estão nem aí pra fita aparecer já a maioria usa peruca.

31 de outubro de 2019