Jornalista Orlando Pontes investiga Máfia Gaúcha

Divulgação

O renomado e influente jornalista candango Orlando Pontes, famoso por seu network com grandes autoridades, diretamente da Capital Federal, assinou reportagem investigativa que desarticula o esquema operacionalizado pela empresa SKY Informática Ltda e que atualmente está sendo conhecido como “MÁFIA GAÚCHA DAS CENTRAIS”.

No jornal crédulo jornal impresso “Brasília Capital”  e no portal https://www.bsbcapital.com.br/, Ano IX, o autêntico e destemido editor chefe Orlando Pontes noticia que o TJRS terá de explicar monopólio em cartórios. O caso já ganhou repercussão internacional e a categórica Rede Pelicano já se capilarizou por todo o Brasil. A sociedade rio grandense já está organizando uma passeata contra a inconveniente “Máfia Gaúcha das Centrais” que deverá acontecer nos próximos meses e relaciona a Caixa Econômica Federal com a Empresa Sky Informática Ltda, pessoa  jurídica  de direito  privado,  inscrita  no  CNPJ  n.  93.947.281/0001-75, localizada na pacata e interiorana Montenegro, 64 mil hab. O receio das pessoas é que esses desvios prejudiquem o dinheiro que deverá ser destinado para o auxílio emergencial pago por meio da Caixa Econômica Federal. Inclusive já tem reclamação do sumiço do dinheiro, enquanto isso grandes valores relacionam a CEF com a empresa Sky Informática. https://g1.globo.com/google/amp/economia/noticia/2020/07/08/usuarios-do-picpay-e-nubank-reclamam-de-sumico-de-dinheiro-do-auxilio-emergencial.ghtml

Pela reportagem investigativa, Orlando Pontes menciona que o CNJ deu 30 dias para o Tribunal gaúcho esclarecer o uso de plataforma que armazena dados de usuários sem sua autorização. “O serviço de registro de imóveis no estado do Rio Grande do Sul é prestado exclusivamente pela empresa Sky Informática Ltda. O monopólio foi imposto por decisão da desembargadora Denise Oliveira Cézar, do TJRS. O dono da empresa é Fabrício Müller, que também é assessor da CRI-RS”, apura o destemido editor-chefe do jornal Brasília Capital. Confira a íntegra: https://www.bsbcapital.com.br/tjrs-tera-de-explicar-monopolio-em-cartorios/

Orlando Pontes é famoso por estar presente nas altas rodas de Brasília. Do masculino, nas rodas de uísque do Pontão, aos chás das 17h no setor de mansões, ele está em evidência. Reconhecido e premiado, no semanário “Brasília Capital”, Pontes foi agraciado com o Prêmio Referência Nacional, organizado pela Agencia Nacional de Cultura, Empreendedorismo e Comunicação (Ancec). A premiação reconhece entidades e personalidades que se destacam no cenário brasileiro, em diversas áreas de atuação. O prêmio foi recebido pelo editor-chefe (ao centro na foto em destaque), na semana em que o jornal completou sete anos. A cerimônia ocorreu no hotel Royal Tulip, na capital federal, e contou com a presença de mais 400 convidados, entre elas ministros, assessores e conselheiros. Com a atual investigação da “Máfia Gaúcha”, o jornalista Orlando Pontes agora está de olho em premiações internacionais.

Dessa vez, Orlando Pontes causa incômodo na corrupção institucionalizada na Sky Informática lá do Sul do Brasil. Pelas suas investigações, conseguiu dar visibilidade ao que os populares estão chamando de “Máfia Gaúcha”. Assim, mais uma vez se torna o centro de todas as atenções. Todos os dias, nas últimas semanas, tem ido pessoalmente aos gabinetes do Conselho Nacional de Justiça e sendo convidado VIP de grandes salas, e, mesmo com a pandemia, tem sido a presença mais cobiçada dos poderosos relacionados ao setor. Ele sabe simplesmente de tudo. O segmento de empresas prestadoras de software cartorial do Brasil está todo voltado para Orlando Pontes e é contra qualquer espécie de monopólio e a favor da livre concorrência.

ENTENDA O CASO: A Rede Pelicano ingressou no CNJ a respeito da Central dos Cartórios e do Cartório Perto da empresa SKY Informática Ltda que atua em possível monopólio e com possível super faturamento de valores pagos pela Caixa, sem autorização legal. Novas denúncias chegaram na Rede Pelicano e já se constata pagamentos feitos pela Caixa Econômica Federal em quantidades que extrapolam o limite do admissível e podem de uma vez por toda configurar social, econômico e político o monopólio exercido. “No fim de janeiro, as três instituições já haviam assinado um Protocolo de Intenções para a implantação do módulo de Alienação Fiduciária, com o objetivo de consolidar a parceria que será firmada por meio de convênio. A inserção deste módulo visa trazer mais agilidade nas intimações e processos”, explica a assessoria de imprensa do Colégio Registral do RS para o arrepio de Pontes. https://www.colegioregistralrs.org.br/noticias/reuniao-entre-colegio-registral-irirgs-caixa-economica-e-sky-define-ajustes-do-termo-de-cooperacao-para-inicio-da-central-de-registro-de-imoveis/

Na carreira de Pontes, destaca-se o fato de já ter recusado várias vezes trabalhar em grandes veículos de comunicação como Globo e SBT. Mas, agora, o badejo editor-chefe do Brasília Capital, que na sua ancestralidade teve parentes senhores de engenho, estuda assumir o editorial de um novo Jornal em mídia nacional. Vai ser difícil para a grande multinacional conseguir convencer um jornalista a moda antiga, do tipo que manda flores e bilhetes! 

24 de agosto de 2020