Livro “Filosofando a Imprensa” de Fabiano de Abreu será lançado neste ano

RIO DE JANEIRO, 23 de Fevereiro de 2019 — O filósofo e jornalista Fabiano de Abreu confirmou que irá de lançar o seu novo livro, intitulado Filosofando a Imprensa, ainda neste ano de 2019. Nesta nova obra, Fabiano promete revelar os segredos por trás de seu processo de criação, além de informações não contadas antes sobre sua vida profissional e pessoal, e o “segredo” que o transformou em um dos principais assessores de imprensa do país e o maior criador de personagens para a imprensa, segundo conceituados jornalistas brasileiros e internacionais.

Há dois anos atrás, Fabiano lançou seu primeiro livro, de frases e reflexões filosóficas, chamado “Viver Pode Não ser Tão Ruim”, pela editora Albatroz. Agora, o filósofo está em produção de seu segundo livro, que deve ser lançado até o final do ano.

Filosofar a imprensa. Como isso é possível?

Filosofar a imprensa? Com a promessa de revelar o segredo por trás de sua assessoria de imprensa, Fabiano argumenta: “eu acredito que dois aspectos me levaram a ser reconhecido como tal, e um deles é o fator crucial da criatividade. O título faz a matéria, ou seja, é o tema que faz a diferença. E onde entra a Filosofia nisso? Ser filósofo faz enxergar a vida de uma outra maneira.

O livro promete ser um manual para o método e processo que consagraram Fabiano na imprensa nacional e internacional. “Quando faço o mapeamento filosófico da pessoa em si, e de como ela poderia ser vista na sociedade, a partir do modo como eu entendo que a sociedade funciona, posso criar estratégias para que ela seja vista com olhos de interesse pelos demais, e para que ela seja comercialmente interessante também”.

Segundo o filósofo, todas as estratégias adotadas, no entanto, não devem transformar o cliente em um personagem bizarro para a imprensa, mas com dignidade: “Ou seja, não crio qualquer coisa para que a pessoa seja famosa, a fama a qualquer custo, mas criamos o necessário para que ela seja pública e comercialmente interessante. Este método pretendo explicitar no meu livro”, conclui.

Sintonia ente a Filosofia e a Imprensa

Fabiano afirma que a filosofia está em sintonia com a vida, com as pessoas, a natureza, a sociedade como um todo: “a imprensa tem que estar em sintonia com o leitor, por isso introduzir filosofia na imprensa pode ser uma maneira da imprensa se redescobrir. Na era em que a rede social engoliu a imprensa junto a internet e o abandono dos impressos”. 

Para Fabiano, a filosofia ela entra na forma de como pode se chamar a atenção do leitor sem fugir da maneira de escrever jornalismo ou até mesmo aprimorar essa maneira.

O que seria filosofar a Imprensa?

Filosofar a imprensa no jornalismo para o público final é uma alteração no conceito e na forma escrita da imprensa, sem abrir mão da credibilidade e do teor jornalístico dos textos. É colocar uma pitada de sensibilidade naquilo que será transcrito,  no que queremos passar ao público, de forma tocante e atual, sem descaracterizar a escrita jornalística.

A filosofia também entra na assessoria de imprensa?

Sim, na maneira em que escrevo o texto para tocar o jornalista. Na percepção atualizada das informações, no feeling do momento dos acontecimentos, no encaixe. O resto é segredo, mas estará no livro.

E a filosofia em relação ao cliente?

Quando inicio o trabalho com um novo cliente, averiguo seus dons e o talentos. Nascemos com o dom, e o talento desenvolvemos ao longo da vida. 

Esse ‘mapeamento da alma’, nome que dou ao critério de descoberta do indivíduo. Averiguo o dom e possíveis talentos, talentos que a própria pessoa não sabe que tem, mas que meu inconsciente cognitivo revela traçando assim possibilidades, meios e argumentos para a criação do personagem. Isso para mim é filosofia.

Pensa em escrever mais livros?

Sim. Nesse ano devo lançar também a segunda edição do “Viver Pode Não Ser Tão Ruim”, que depois conto com mais detalhes. 

Reconhecimento

Fabiano teve seus feitos reconhecidos por renomados jornalistas brasileiros: Marco Mendonça, diretor do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio de Janeiro, Marcos Malta (O Regional), Karina Fernandes (Meia Hora), Bruno Ferreira (O Dia), Silvia Rodas (O Povo), Marco Moreira (O Globo) e Felipe Britto da Folha do Bosque.

Assim, por 4 anos consecutivos, Fabiano recebeu o prêmio ‘Personalidades Melhores do Ano’ , do jornal O Regional de Minas Gerais, e o prêmio Brazil International Film Festival no Rio de Janeiro.

Além disso, recebeu também o selo Revista HiperShape como destaque, precursor e criador das chamadas musas fitness.

Do mesmo modo, jornalistas internacionais como Juan Castro Nogales do jornal Marca da Espanha, Christian Montecinos do LaCuarta do Chile, Bernardo do Record de Portugal.

E também: Sarchel Necesio do PlatinaLine de Angola, Ruben (SLAM Magazine) e Donald (don411.com) dos Estados Unidos, reconheceram que, assim como na imprensa brasileira, ele também foi em seus respectivos países o maior criador de personagens para a imprensa.

Lançamentos no exterior.

Fabi Martinez (Musa do Paraguai na Copa América), Adi Cudz (cantor angolano), Eric Santos (ator português), Domenique Heidy (coach de moda em Londres), Gabi Castrovinci (Total Nonstop Action Wrestling).

E ainda: Luciane Serifovic (Corretora de Imóveis de Luxo e Diva Fitness WBFF) e Gabi Lodewijks (Chef e coach nutricional holandesa) são alguns dos nomes lançados por Fabiano à fama no exterior.

Lançamento de brasileiros no exterior como Cris Cyborg, Fernanda Colombo, Sue Lasmar, Nilton Bala entre algumas outras personalidades.

Como jornalista 

Fabiano tem coluna em diversos sites, jornais e revistas de diferentes regiões do Brasil. É correspondente internacional para grandes veículos da imprensa de diversos países. CEO da MF Press Global empresa de comunicação, assessoria de imprensa, mídia social e press release. Foi responsável diretamente e indiretamente por diversas notícias de repercussão no Brasil e no exterior. 

Como filósofo 

Fabiano lançou o livro ‘Viver Pode Não Ser Tão Ruim’ com frases filosóficas para interpretação. O livro encontra-se nas bibliotecas Nacional do Rio de Janeiro, Municipal de Castelo de Paiva e São Lázaro em Lisboa. Também nas universidades Gregório Semedo em Luanda, Angola e na Universidade de Coimbra em Portugal. 

Suas frases são publicadas em sua rede social e em diversos sites de filosofia e rádios. Criou também os chamados poemas-filosóficos para escolas publicas, uma forma de rima em questões filosóficas para prender a atenção dos alunos.

QI elevado

Assim, tanta criatividade pode ter a ver com o fato de Fabiano ser uma das pessoas de QI mais elevado do mundo, com o percentil máximo de pontuação 99% nos testes. O assessor é membro da Mensa internacional, uma sociedade mundial de gênios.

24 de fevereiro de 2019