Mundo Geek: especialista em produtos para colecionadores dá dicas do que vem por aí

RIO DE JANEIRO, 24 de Fevereiro de 2019 — O mundo Geek/Nerd ultrapassou barreiras, e chegou a níveis que anos atrás jamais pensaríamos. Sempre quando um gadget novo é lançado no mercado, ou game, os geeks começam a se movimentar, e com eles um mercado de milhões de dólares, relativo esta cultura e estilo de vida. Seja para o lançamento de novas edições de livros famosos, que normalmente se esgotam em questão de poucos minutos, ou do novo produto trending do mundo da tecnologia, eles estão lá. Mas afinal, o que é o universo geek e quem são seus habitantes?

Adriana de Abreu, da empresa Bolha Digital, especialista no mundo geek, explica: “pessoas que gostam de estar antenadas com as novidades tecnológicas normalmente são denominadas geeks, e costumam ter a necessidade de estar a par de todas as novidades existentes no mercado.Na maioria dos casos, esses produtos são adquiridos por pessoas que são viciadas em novas tecnologias, relacionadas às diversas áreas do entretenimento, como computadores, games, livros, filmes e cultura pop em geral”. 

Adriana de Abreu (Foto: Divulgação)

Hoje em dia, ser geek é estilo de vida, a cultura pop faz parte da nossa sociedade. E não importa a idade:”olhando o mercado, vemos exemplos claros de como o mundo gira em torno dessa onda. Grandes lojas de departamento, com sessões especificas na moda Geek, no cinema, as maiores bilheterias são de filmes baseados em quadrinhos, desenhos, mangás, etc. Os vídeo games, que sempre andaram de mãos dadas com a cultura pop, tem enorme relevância também”, comenta Adriana. 

A empresária conta como foi o início de sua empresa, Nós do Bolha Digital, sempre estamos ligados nos lançamentos, nas novas tendências que esse grande mercado produz. Podemos dizer que o interesse em começar a investir no mundo Geek começou na infância, pois de lá nasceu a paixão. A partir daí foi fácil, foi juntar o útil ao agradável, hobby mais trabalho.

Sobre a evolução, do que antes era considerado brincadeira, para um mercado que movimenta milhões de dólares ao redor do mundo, em licenciamento de produtos e derivados de franquias de sucesso dos games, filmes e HQs: “há pouco tempo atrás, o mundo geek era considerado um lazer, coisa de criança. Hoje virou esporte, e algo bem sério. Partidas de campeonatos de videogames são transmitidas na TV, com narração, comentaristas, estatística e tudo que um evento de grande porte tem. E todas essas coisas influenciam até no mercado financeiro, bolsa de valores, mercado de ações. Trabalhar em algo como isso é investimento, pois não é mais o futuro, é o presente”.

24 de fevereiro de 2019