Treinador Marcelo Santana aponta a musculação em grupo como tendência fitness

A musculação é uma das principais atividade recomendadas por grande parte dos médicos, dados os inúmeros benefícios que proporciona, muito além da estética.

No entanto, entre a teoria e as vias de fato, boa parte dos praticantes de musculação, em especial iniciantes, tem queixas sobre academias com baixa qualidade de atendimento, colocando sua saúde em risco, pela ausência de orientação profissional qualificada e também o custo muitas vezes inviável no orçamento de ter um Personal Trainer. 

Reprodução / MF Press Global

O Especialista em musculação e preparador físico Marcelo Santana tem uma opinião sobre o tema, que divide especialistas favoráveis e contrários à prática: “o profissional de educação física precisa ficar atento ao que está acontecendo, e principalmente conhecer um pouco mais sobre seus clientes, assim como tudo que pode fazer para agregar na vida de cada aluno. Inclusive, se pensarmos no treino em duplas ou grupo de até 4 pessoas treinando juntas, seria muito mais motivador para o iniciante, principalmente”, comenta.

Santana aponta que, sendo moda ou não o treino em grupo, o meio acadêmico já reconhece a eficácia da mente e da motivação sobre os resultados nos treinos: “estudos comprovam que a motivação precisa ser exercitada e desenvolvida sempre, para manter acesa a chama da dedicação, força de vontade e foco. E cada vez mais tem aumentado a procura desse tipo de aula/serviço em minha agenda, e ótimos resultados estão aparecendo”.

Reprodução / MF Press Global

O preparador físico relata que muitos de seus alunos não se sentiam confortáveis no ambiente da academia, o que o motivou a abrir a sua agenda para treinos aos domingos em parques da capital paulista, em aulões de treino funcional: “Começamos nos parques de São Paulo, e assim fomos conseguindo atingir um número muito maior de participantes, 30, 40 ou mais de 100 pessoas em um treino na Avenida Paulista.

Marcelo afirma que já utiliza a metodologia do treino funcional e de musculação em grupo com êxito há algum tempo, e vê o movimento, ainda que estigmatizado como “modinha”, como uma boa alternativa para incluir na vida das pessoas mais atividades físicas apesar da crise financeira no Brasil e da desmotivação: “Em todo esse tempo que realizo os treinos em grupo, sempre espero ajudar a muitas pessoas com tais iniciativas, pois além da economia financeira de compartilhar treinos em grupos, os resultados são benéficos para saúde e estética de cada um que vem confiando no meu trabalho”. Conclui Marcelo. 

14 de agosto de 2019