Rita Neuma e Manoel Valente, mãe e filho: uma parceria de vida que se estendeu a prestação de serviços públicos

Para a imensa maioria das pessoas, trabalho e família são distintos departamentos da vida; cada um com horário e espaço devidamente delimitados. Talvez isso ocorra pelo fato de que não é ‘mamão com açúcar’ trabalhar ao lado de alguém que conhece todas suas qualidades, defeitos e manias. A mesma pessoa com quem se trabalha lado a lado no escritório é a mesma que compartilha o almoço de domingo; tal intimidade pode causar inquietações, trazendo certo ruído à relação.

Para o jurista Manoel Valente, a solução para tais dificuldades é a comunicação. Com experiência nesta temática, ele afirma que “na hora de chegar em um denominador comum, diálogo é a palavra de ouro!”. Seu traquejo no assunto vem de sua própria vivência, já que tem tido a oportunidade de dividir esses diferentes campos da vida com Rita Neuma, sua mãe.

Tanto na visão de Manoel quanto de sua mãe, a relação familiar no ambiente profissional pode sim ser positiva. A dupla descobriu os prazeres deste compartilhar há pouco mais de dois anos, quando Rita Neuma deixou a distante Teresina e se mudou para Caxias do Sul. Depois de 20 anos morando na capital do Piauí, Dona Neuma encarou a jornada de 3.600 km para assumir o posto de oficiala substituta da Segunda Zona Imobiliária da cidade gaúcha, que tem como oficial seu filho mais jovem, Manoel Valente Figueiredo Neto. A cidade serrana, no entanto, não era desconhecida para a mulher de olhar sereno e amigável, que conta ter visitado a cidade pela primeira vez no final dos anos de 1980, para desfrutar da prestigiosa Festa da Uva.

É consenso entre especialistas da área que gerir uma organização em família exige profissionalismo e maturidade acima da média por parte dos envolvidos. Uma administração desta natureza invariavelmente envolve diferentes gerações, o que por si só muitas vezes já é motivo de conflitos. Além disso, se configura como mais um desafio alinhar as distintas experiências inerentes aos profissionais de idades díspares. Como relata Manoel Valente: “As pessoas mais maduras costumam ter um amplo conhecimento prático da área. Os mais jovens, por outro lado, estão em contato com o mundo técnico acadêmico, e trazem outra visão para a eficácia”.

Não é diferente no caso de Manoel e Rita. Enquanto o jurista tem perfil técnico e focado, Rita Neuma traz como fruto de sua experiência empírica a leveza peculiar aos grandes mestres. Ela tem como um de seus motes a máxima de que “o amor supera as dificuldades”, em suas palavras. Os conselhos e visão ampla do comportamento humano que ecoam com tanta naturalidade em Rita têm origem também em sua formação pedagógica; ela começou a lecionar aos 22 anos, atuando em todas as disciplinas, e seguiu carreira no magistério, com maior atuação em Língua Portuguesa e gestão acadêmica.

Em sua trajetória, Rita Neuma sempre esteve atenta à constante atualização e qualificação sobre o processo de ensino-aprendizagem, no intuito de proporcionar aos seus alunos mais do que simplesmente conhecimentos técnicos, oferecendo perspectivas de otimização da vida. Paralelamente, ela exerceu funções no INSS (antigo Funrural), tendo sido representante da Previdência Social por 14 anos, atuando especialmente na aposentadoria e concessão de benefícios na área rural. Paralelamente, Sra. Neuma exerceu também atividades de controladoria, auditoria e tesouraria junto aos poderes públicos.

Com generosidade característica de grandes personalidades, Rita ainda encontrou tempo e energia para realizar ações sociais. Como primeira-dama da cidade maranhense de Tuntum entre 1983 e 1988, a professora teve oportunidade de contribuir com os hipossuficientes, em especial os idosos pobres. Como ela própria declara: “Dessas experiências extraí maturidade profissional; atingimos isso vivenciando diversas situações e lidando com diferentes personalidades. Acredito que independentemente dos anos de atuação no mercado, é necessário participar de projetos variados, se expondo à necessidade de solucionar conflitos; isso promove o desenvolvimento de inteligência emocional, tato e coerência, habilidades imprescindíveis para se enfrentar os desafios do labor.

Observando-se a trajetória de seu filho Manoel, fica claro que tal experiência contribuiu de maneira acentuada para seu sucesso também no papel de mãe. Dr. Manoel Valente é jurista, professor e delegatário. Ele conta com um livro publicado, que já foi catalogado nas mais importantes universidades do planeta, incluindo as norte-americanas Harvard e Yale e a britânica Oxford. Além disso, seu trabalho foi referenciado pela Biblioteca Nacional da Alemanha, a maior e mais importante catalogação germânica, com mais de 23 milhões de obras.

Tal publicação é um dos produtos da trajetória acadêmica de Dr. Valente. Neste trabalho, o jurista defende a propriedade privada como condição humana e direito natural, sob o prisma da manifestação jurídica. Trata-se de sua tese de doutorado apresentada em 2015 ao Programa de Pós-Graduação em Direito Constitucional da Universidade de Fortaleza, na área de Direito Constitucional que obteve láurea acadêmica. Na área universitária, atualmente Manoel Valente atua como docente no mestrado e doutorado da Universidade de Caxias do Sul, dando continuidade ao legado de seus pais na área educacional.

7 de julho de 2020